Sucesso na Roupa Sem Fronteiras 2019

A ABP organizou a sétima edição da campanha Roupa Sem Fronteiras. Foi no fim de semana de 30 de novembro e 1 de dezembro, que se reuniram nas instalações da Eurelec cerca de 60 voluntários, sobretudo compadres e comadres. “Estiveram aqui presentes mais de 60 pessoas, é uma prova de que as pessoas continuam a aderir e a iniciativa continua a ter sucesso”, declarou Manuel Soares, presidente da ABP, em entrevista à Lusopress.

Mas tudo começou antes, durante o mês de novembro, nos vários postos de recolha que se associaram à ABP nesta causa: foram instituições, associações, empresas e particulares que ajudaram a divulgar a iniciativa e que recolheram os donativos – roupas, sapatos, roupas de casa e brinquedos.

Nestes dois dias foi feita a recolha de todos estes donativos para as instalações da Eurelec, propriedade dos compadres Chantal e Fernando da Costa, e foi aqui que se fez a sua triagem. Tudo foi devidamente separado e identificado, tendo-se angariado 24 paletes de donativos. 

“Fomos mais de 60 pessoas a dar o nosso tempo, energia e vontade ao serviço de pessoas que não conhecemos. Obrigada a toda a população que se mobilizou para nos fazer donativos. Obrigada também pela confiança e consideração para com a nossa ABP”, declarou a comadre Chantal da Costa.

Mélissa Dias, jovem comadre da ABP, foi uma das voluntárias do fim-de-semana de triagem, tendo realçado a importância da iniciativa: “nós reparámos que há várias associações em Portugal e noutros sítios que necessitam de roupa e outros bens. E esta iniciativa, para nós, é importante para ajudar”.

Todos os donativos foram depois entregues em Portugal e em França nomeadamente ao Gabinete de Ação Social da Câmara Municipal de Viana do Castelo, à CPCJ de Cabeceiras de Basto e a Emmaüs França – que, por sua vez, os vão fazer chegar a famílias carenciadas.

Este ano, pela primeira vez, as marcas de roupa United Colors of Benetton e Lanidor associaram-se à iniciativa, fazendo também donativos de roupa nova.

A Instituição que este ano beneficiou destes donativos foi o Patronato de S. José em Vilar de Nantes, Chaves.

“É de louvar que estas marcas também participem”, considerou o compadre Luís Gonçalves, em entrevista à Lusopress, acrescentando: “até acho que os fabricantes em Portugal deveriam colaborar mais com a Academia ou com outras instituições que fazem o mesmo que nós”.

O sucesso da iniciativa só foi possível graças ao contributo dos diversos intervenientes parceiros da ABP:  instituições, associações, empresas e até particulares que serviram como pontos de recolha dos donativos, os compadres e comadres, voluntários do fim-de-semana da triagem, a Eurelec que cedeu as instalações e a MRTI, que fez o transporte dos donativos para as instituições em Portugal.

A Roupa Sem Fronteiras é uma iniciativa lançada pela Academia do Bacalhau de Paris no Natal de 2013, em parceria com a Caixa Geral de Depósitos. Alfredo do Nascimento e Afonso Galvão, compadres da ABP e representantes da CGD, estiveram presentes no fim-de-semana de triagem, em nome do banco. Afonso Galvão declarou à Lusopress que “na altura, recolhíamos roupa nas nossas agências, mas depois dos atentados, e por razões de segurança, deixámos de recolher na nossa rede. Mas continuamos a acompanhar sempre, de uma maneira ou outra, esta operação, que é magnífica”. Este ano, a CGD ofereceu os caixotes para a triagem.

Nos últimos sete anos, todos os Natais têm sido recolhidos donativos que são depois distribuídos a famílias carenciadas, evocando continuamente o espírito solidário das Academias do Bacalhau.

No fim do fim-de-semana de triagem, o ambiente era descontraído com o sentimento de missão cumprida. Sentia-se que todos estavam felizes pelo resultado que esta campanha terá junto dos que mais precisam, mas também no coração de cada um.

Copyright 2005-2018 © bacalhau.fr All Rights Reserved
Conception & Réalisation : inzewind.com